Bacharelado em Educação Física

Sobre o Curso:

O curso de Bacharelado em Educação Física da Universidade de Pernambuco (UPE), criado em 1946, é oferecido na Escola Superior de Educação Física (ESEF), hoje situada no Campus Santo Amaro. Com duração de quatro anos, ou seja, oito semestres, perfaz uma carga horária total de 3.258 horas.

 

Perfil do Curso

O Bacharel em Educação Física estará capacitado a planejar, executar e avaliar as ações que contribuam para o desenvolvimento do ser humano, dentro de uma perspectiva holística, considerando as demandas individuais e coletivas, relacionadas à prescrição e aplicação de atividades físicas, à prevenção de doenças, à aquisição de hábitos saudáveis em todo o ciclo de vida do indivíduo, à manutenção da saúde, ao lazer e recreação e às práticas desportivas.

Área de Atuação 

São estes os principais campos de intervenção: empresas, órgãos públicos, clubes, academias, clínicas, centros de saúde, centros de lazer, associações comunitárias, hotéis, condomínios e outros. Poderá atuar como instrutor, avaliador físico, técnico desportivo, árbitro desportivo, preparador físico, orientador de atividades de lazer e recreação, esportes de aventura. O bacharel em Educação Física organiza, executa e supervisiona programas de atividades físicas para pessoas ou grupos; prepara crianças e adultos para as inúmeras modalidades de esporte; auxilia no tratamento de portadores de deficiência, aplicando exercícios especiais; pode atuar com grupos, clubes e academias de ginástica ou prestar atendimento individual como personal trainer; é possível, ainda, atuar sozinho ou participar de equipes multiprofissionais com médicos, psicólogos e fonoaudiólogos.

Perspectivas do Mundo de Trabalho 

Com a crescente preocupação dos brasileiros em relação ao corpo e à saúde, o trabalho está em alta. Por esse motivo, ainda tende a crescer o número de frequentadores de academias de ginástica, uma das principais empregadoras dos bacharéis dessa área. Existem, no país, pouco mais de 17.400 academias registradas e 230 mil profissionais de Educação Física, segundo o Conselho Federal de Educação Física (Confef). É possível também trabalhar como personal trainer, oferecendo treinamento individual. Embora ainda de maneira inicial, os Núcleos de Apoio à Saúde da Família – que dão suporte ao time do Programa de Saúde da Família (PSF), do governo federal – incluem esse profissional em suas equipes. Existe, também, um aumento na procura do profissional de Educação Física para atuar em recreação e estilos de vida saudáveis em estâncias, hotéis e academias de cidades menores. O turismo de aventura, segmento que cresce no país, abre mais oportunidades para o educador físico na coordenação e organização de práticas de