Técnica de enfermagem de UTI do HUOC/UPE é primeira pessoa a receber vacina contra Covid-19 em Pernambuco

Na linha de frente no combate à Covid-19 atuando no Hospital Universitário Oswaldo Cruz (HUOC), a técnica em enfermagem Perpétua do Socorro Barbosa dos Santos, de 52 anos, tornou-se na noite desta segunda-feira (18) a primeira pessoa a ser imunizada contra o coronavírus em Pernambuco.

Com 30 anos de profissão, sendo 25 deles na estressante rotina de uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI), ela recebeu às 22h05 uma das 270 mil doses da CoronaVac que desembarcaram no aeroporto dos Guararapes apenas duas horas e meia antes.

A preparação e aplicação da injeção durou apenas dez segundos, mas representou um fato histórico para todo o estado e, principalmente, para a unidade de saúde que faz parte do complexo hospitalar da Universidade de Pernambuco (UPE).

A escolha de uma integrante do HUOC/UPE foi um reconhecimento público do governo do estado para quem enfrentou a pandemia desde o surgimento dos primeiros casos.

"O Hospital Universitário Oswaldo Cruz foi a referência que sempre tivemos na ciência para combater a Covid-19 desde o início. Trazer a vacinação primeiro para os profissionais do HUOC é um agradecimento aos que tiveram a coragem de enfrentar esta nova doença", disse o secretário estadual de Saúde André Longo, em cerimônia que teve transmissão ao vivo pela internet. O local do evento foi o auditório Jaime Scherb da Faculdade de Ciências Médicas (FCM) da Universidade de Pernambuco (UPE).

Moradora do bairro do Ibura, Perpétua afirmou que estava emocionada por ter sido escolhida para representar toda a equipe de profissionais do HUOC/UPE neste início de imunização.

"Estou emocionada porque é um momento histórico para mim e para todos. Estamos vitoriosos diante desta situação", ressaltou no seu curto discurso.

Antes da técnica de enfermagem e mais dez pessoas receberem a vacina, o governador Paulo Câmara e o secretário de Saúde André Longo destacaram que as primeiras doses representam apenas uma nova etapa de um processo que ainda será longo.

"Esse é um momento que todos estávamos esperando, mas muito há o que se fazer. Quero agradecer aos profissionais de saúde, que serão os primeiros a ser vacinados, mas todos os cuidados devem ser mantidos com uso da máscara, higienização das mãos e distanciamento social", destacou Paulo Câmara.

"Chegaram poucas doses, mas é um início do trabalho rumo à imunização que mudará o curso da doença em Pernambuco. É um marco histórico termos uma vacina em menos de um ano da pandemia, isso reforça o papel da ciência e da tecnologia contra aqueles que apostam no negacionismo e no terraplanismo. Nós estamos aqui construindo um caminho para resolução da maior pandemia em um século", reforçou André Longo.

Com o apoio de cinco mil pessoas mobilizadas, o governo de Pernambuco espera fazer a distribuição, nesta terça-feira (19), das 270 mil doses da CoronaVac aos 184 municípios do estado. A cerimônia no HUOC/UPE contou com a presença de autoridades. Pela Universidade de Pernambuco participaram o reitor Pedro Falcão, o superintendente do complexo hospitalar da UPE, Gustavo Trindade e a diretora do HUOC, Izabel Christina de Avelar Silva.

Logo após Perpétua, outros integrantes do Oswaldo Cruz foram imunizados. Também foram vacinados a auxiliar de farmácia Wanessa Correia, o técnico de laboratório Marcos Alexandre Correia, a enfermeira de UTI Joyce Mendes, o nutricionista Rodrigo Silveira, a fisioterapeuta Thatiana Vasconcelos, a enfermeira de saúde indígena Penha Atikum – da etnia Atikum – e o médico da UTI pediátrica José Carneiro Leão Filho. A CoronaVac é produzida pelo Instituto Butantan de São Paulo em parceria com a fabricante chinesa de medicamentos Sinovac Biotech.

.be">VÍDEO

Alunas de Matemática da UPE - Campus Garanhuns são destaque em competição internacional

Paula de Lima Souza, 21 anos, vai iniciar, a partir de fevereiro, o sétimo semestre da licenciatura em Matemática no Campus Garanhuns. O curso e o período são os mesmos de Ana Carolina Gonçalves Araújo, 23 anos, que seria colega próxima de sala se a pandemia de Covid-19 não tornasse os estudos virtuais.

As duas estudantes da Universidade de Pernambuco (UPE) no Agreste têm mais uma característica em comum: uma medalha de bronze no International Youth Math Challenge, uma das maiores competições online envolvendo resoluções de problemas com cálculos, frações, fórmulas e geometria.

Competindo com mais de 6,5 mil jovens de 98 países, elas passaram por três provas eliminatórias até alcançar a premiação anunciada em dezembro do ano passado, fazendo parte do top 15% dos competidores do ano.

A final aconteceu entre os dias 7 e 9 de dezembro, com uma prova objetiva com 30 questões de múltipla escolha para serem respondidas em 30 minutos. O teste foi supervisionado pelo professor da UPE José Elizângelo Lopes Luna, que será orientador das duas estudantes para o TCC. 

O resultado, além de demonstrar o grau de aprendizado nas carreiras que escolheram, reforçou o interesse da dupla em continuar seguindo a carreira acadêmica. As duas pretendem fazer o mestrado em Matemática assim que concluírem a licenciatura.

Ana Carolina foi monitora, em 2019, das disciplinas de  Lógica Matemática e Geometria Analítica. Neste ano, Paula será monitora em Álgebra Linear I. Todas estas disciplinadas são ministradas pelo professor José Elizângelo Lopes Luna, que também teve as duas alunas inscritas no seu curso de extensão "Aplicações do cálculo diferencial" ocorrido em 2019.

Paula sempre teve uma afinidade com a matemática. No decorrer do ensino fundamental e médio ela participou da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP) e foi contemplada com Menção Honrosa nas edições de 2010 a 2012 e em 2016. O International Youth Math Challenge foi a primeira participação dela em uma competição durante a graduação. A decisão de participar se deu pela oportunidade de melhorar o currículo e o inglês acadêmico.

Filha de um matemático, Ana Carolina lembra que desde criança tem afinidade com matéria que muitas crianças - e adultos também - temem.

A conquista do bronze do IYMC 2020 foi o primeiro desafio matemático que Ana Carolina participou. O início da quarentena acabou servindo de motivação, bem como a possibilidade de treinar um pouco do inglês relacionado à matemática que estava aprendendo a partir de alguns cursos online.

Poli/UPE tem inscrições abertas para MBA em Tecnologia e Gestão da Construção de Edifícios

Reconhecido pelo Ministério da Educação desde 2005, o MBA em Tecnologia e Gestão da Construção de Edifícios está com inscrições abertas até o dia 23 de fevereiro. A pós-graduação é oferecida pela Escola Politécnica da Universidade de Pernambuco (Poli/UPE). O objetivo é desenvolver competências para criar, aplicar e gerir conhecimento para a obtenção de melhores resultados na construção de edifícios.

Aulas serão online, com uso de ferramentas como Google Meet, Moodle e Kahoot. Elas ocorrerão nas quintas e sextas-feiras à noite e aos sábados pela manhã, com carga horária total de 360 horas.

Os professores, na sua maioria, têm títulos de mestre com formação internacional. O programa também inclui palestras com diretores e coordenadores das principais construtoras de Pernambuco.

O MBA é dividido entre 18 disciplinas, sendo sete inéditas, entre elas “gestão estratégica de pessoas”, “ferramentas para implantação do Lean Construction” e “alvenaria racionalizada e drywall”.

A inscrição custa R$ 100, a matrícula R$ 590 e as mensalidades serão de R$ 590 (18 parcelas ao todo). Ex-alunos da Poli e da UPE e associados do Sinduscon e da Ademi têm direito a descontos.

Maiores informações pelo telefone (81) 3184-7513 ou pelo site www.posgraduacao.poli.br.

Cartão informativo do SSA 1 e 2 da UPE já está disponível para impressão

Já está disponível para os estudantes que se inscreveram no Sistema Seriado de Avaliação (SSA) – 1a  e 2 a fase - da Universidade de Pernambuco (UPE) a consulta para impressão do cartão informativo, através do endereço eletrônico: http://processodeingresso.upe.pe.gov.br. Por meio do documento, é possível saber o local em que o candidato irá realizar as provas.

Para imprimir o cartão, é necessário selecionar o ícone do Sistema Seriado de Avaliação, de acordo com a etapa que será realizada pelo aluno, inserir o Cadastro de Pessoa Física (CPF) e a senha e, por fim, imprimir o documento.

Para o acesso do candidato à sala de aplicação de provas, será necessária a apresentação do cartão e do documento de identidade original ou de outro documento que possua foto como Carteira Nacional de Habilitação (CNH), Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS) ou Passaporte emitido pelo órgão competente do país do candidato. Também é necessário que o candidato possua caneta esferográfica de cor azul ou preta.

Ainda pelo edital do processo seletivo o aluno deve comparecer ao local no dia e horário estabelecidos para a aplicação da prova com antecedência mínima de uma hora do horário fixado para o seu início.

A Comissão Permanente de Concursos Acadêmicos da UPE (CPCA) não será responsável pela impossibilidade da sua impressão por motivos de ordem técnica nos computadores ou impressoras, falhas de comunicação e congestionamento das linhas de comunicação.

As provas do SSA 1 e 2 serão aplicadas nos municípios de Recife, Nazaré da Mata, Palmares, Caruaru, Garanhuns, Arcoverde, Petrolina, Serra Talhada e Salgueiro, conforme o aluno optou no ato da inscrição. 

Leia mais...

UPE Multicampi orienta estudantes sobre retorno de ano letivo

O primeiro semestre letivo de 2020 na Universidade de Pernambuco (UPE) começará no dia 8 de fevereiro. As aulas referentes a 2020.1 seguirão até 22 de maio, totalizando 14 semanas de duração. Em virtude da pandemia de Covid-19, a UPE obedecerá o sistema híbrido, com aulas presenciais e remotas. Para ajudar os estudantes novatos e veteranos, a UPE Multicampi, que reúne as unidades de Arcoverde, Garanhuns, Salgueiro e Serra Talhada, preparou um tira-dúvidas que serve para toda a instituição.

Vale ressaltar que caberá a cada unidade de educação e seus respectivos Plenos de Curso definir o formato da oferta dos componentes curriculares, de acordo com as diretrizes curriculares, seus projetos pedagógicos e os protocolos de retomada das atividades acadêmicas.

O período correspondente a 2020.2 será de 14 de junho a 16 de setembro. Oficialmente, o primeiro semestre de 2021 começará no dia 13 de outubro. 

Os vestibulandos que ingressarem na UPE em 2021 via Enem/Sisu terão que esperar até outubro para se tornarem universitários.

De acordo com a resolução número 093/2020 do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CEPE), aprovada em 26 de novembro de 2020, não serão contabilizados na retomada das atividades do semestre 2020.1 os dias letivos vivenciados antes da suspensão das atividades em virtude da quarentena. As aulas síncronas serão vivenciadas no mesmo turno de matrícula efetuado pelos estudantes.

A resolução possibilita também a substituição de atividades presenciais relacionadas à avaliação - como Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), Estágio Supervisionado obrigatório, atividades práticas e aulas de laboratório - por atividades não presenciais, através da mediação de Tecnologias Digitais de informação e Comunicação.

Os estudantes dos cursos de Enfermagem, Fisioterapia, Odontologia e Medicina que tiverem completado 75% dos estágios supervisionados obrigatórios/internato e cursado com êxito todos os demais componentes curriculares obrigatórios, previstos no PCC de suas graduações, poderão solicitar antecipação da colação de grau.

Em função do aproveitamento de componentes curriculares do Período Letivo Suplementar (2020.3), as coordenações dos cursos poderão ajustar os horários e as turmas no semestre 2020.1 desde que não haja prejuízos para os estudantes.

Os trancamentos de semestres realizados pelos estudantes para o ano letivo de 2020, enquanto perdurar a situação de emergência pública, não serão computados para a integralização dos cursos de graduação. Os estudantes egressos em 2020.1 terão a possibilidade de modificar a matrícula, podendo inserir ou excluir componentes curriculares, bem como realizar o trancamento do semestre.

Estudantes de graduação presencial sem equipamentos adequados, com conectividade restrita ou outras limitações técnicas poderão usar os laboratórios de informática/computação dos campi da UPE para desenvolver as suas atividades de ensino remoto, respeitando-se os protocolos sanitários e os rodízios instituídos por cada unidade.

Os docentes devem apresentar, para os semestres letivos 2020.1 e 2020.2, novos Planos de Atividades, com detalhamento dos conteúdos, da metodologia, da carga horária, do cronograma, dos exames de avaliação, das ferramentas digitais utilizadas e da bibliografia para a vivência do componente curricular, no formato definido nos Plenos de Cursos.