UPE divulga abstenção do primeiro dia de provas do SSA1 2023

Neste domingo (11/12), no primeiro dia de provas da primeira fase do Sistema Seriado de Avaliação 2023 da Universidade de Pernambuco (UPE), 2.709 candidatos faltaram aos testes, o que corresponde a 9,63% do total de inscritos, que foi de 28.121.

Foram quatro candidatos eliminados porque os celulares tocaram no momento de provas, 3 no Recife e 1 em Arcoverde. De acordo com as normas para os candidatos que iniciam as provas neste triênio, a eliminação é por dia. Assim, estes candidatos fazem provas normalmente amanhã (12). 

Como os candidatos do SSA 1 são justamente os alunos que ingressaram no ensino médio este ano, portanto já com o modelo do novo ensino médio, o SSA 1 acompanhou essa mudança. 

Leia mais...

Divulgado edital de remanejamento extra do segundo semestre

A Comissão Permanente de Concursos Acadêmicos da Universidade de Pernambuco (CPCA/UPE) divulgou comunicado de remanejamento extra para o Processo de Ingresso na instituição 2022 (SSA e Sisu) para o segundo semestre para vagas existentes ou que venham a surgir.

A listagem estará disponível no endereço eletrônico: http://processodeingresso.upe.pe.gov.br. O documento inclui também as datas de matrículas.

COMUNICADO

Provas da 1ª fase e 2ª do SSA serão aplicadas neste domingo (11/12) e segunda (12/12)

Neste domingo (11/12) e segunda (12/12) os estudantes do 1° e 2º ano do ensino médio inscritos no Sistema Seriado de Avaliação da Universidade de Pernambuco (UPE) farão as provas da primeira e segunda etapa, nos turnos da manhã e tarde, respectivamente, com conteúdos específicos da série estudada. Ao todo, 28.104 inscritos candidatos se inscreveram no SSA1 e 19.671 inscritos no SSA2.

Os estudantes do SSA1 farão as provas no horário da manhã, das 8h15 às 12h15, e os portões fecham, impreterivelmente, às 8h. Já os estudantes do SSA2 farão as provas no horário da tarde, das 14h30 às 18h30, neste caso os portões fecham, impreterivelmente, às 14h15. A orientação é chegar no local de prova com pelo menos uma hora de antecedência para não correr o risco de se atrasar.

Os candidatos devem imprimir o cartão informativo disponível no site http://processodeingresso.upe.pe.gov.br até o dia do exame. O documento indica o local onde o estudante fará a prova e é obrigatório para o acesso à sala de aplicação de testes, que deve ser apresentado juntamente com a carteira de identidade original ou outro documento que possua foto e assinatura recentes. O fera deve levar ainda caneta esferográfica azul ou preta. A comissão da UPE não se responsabilizará por aquele que faltar aos testes por desconhecer  o local de sua realização.

​Há uma novidade  para a edição do processo 2023. Como os candidatos do SSA 1 são justamente os alunos que ingressaram no ensino médio este ano, portanto já com o modelo do novo ensino médio, o SSA 1 acompanhará essa mudança.

As provas já serão na perspectiva do novo currículo. Por isso os testes do SSA 1 não vão mais ser divididos por disciplinas e sim por um conjunto de matérias agrupadas em quatro áreas do conhecimento, semelhante ao que acontece no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e como é hoje nas escolas de ensino médio.

Para o SSA 1, no domingo, haverá 45 questões distribuídas entre as áreas de linguagem e de ciências humanas. Na segunda-feira, o participante do SSA 1 terá mais 45 quesitos de matemática e de ciências da natureza.

Já os candidatos do SSA 2 continuarão o vestibular seriado no formato do ensino médio vigente até o ano passado.

No domingo eles terão provas de português, matemática, física, língua estrangeira (inglês ou espanhol) e filosofia, num total de 44 questões.

Na segunda-feira os testes somam 46 quesitos distribuídos em assuntos de biologia, química, história, geografia e sociologia.

O desempenho individual dos estudantes será divulgado até o dia 31 de março de 2023, apenas no sistema de inscrição.

Outras informações através dos telefones: (81) 3183-3660 e 3183-3791, no e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. ou ainda no endereço eletrônico: http://processodeingresso.upe.pe.gov.br.

 

PLANTÃO - A Comissão Permanente de Concursos Acadêmicos da UPE comunica que neste sábado (10/12), no horário das 8h às 16h, estará de plantão para atendimento presencial aos casos especiais e urgências (para os candidatos comunicarem acidentes e doenças).

 

 

 

 

 

NOTA DE PESAR - RICARDO PAIVA

A comunidade acadêmica da Universidade de Pernambuco externa seu mais profundo pesar em virtude do falecimento do cardiologista Ricardo Albuquerque Paiva.

Nascido no Ceará, fez faculdade de Ciências Médicas da Universidade de Pernambuco (UPE), em 1979, onde realizou residência em clínica médica e cardiologia no Hospital Universitário Oswaldo Cruz (HUOC), onde foi diretor posteriormente.

Foi presidente do Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (CREMEPE) e do Sindicato dos Médicos (SIMEPE). Se dedicou também às causas sociais e à luta em defesa dos direitos humanos. Criou campanhas para combater as questões de violência contra as mulheres e crianças, abuso sexual, entre outras pautas.

A UPE expressa as mais sinceras condolências e deseja, ainda, conforto, paz e muita força para a família enfrentar a perda.

Consórcio Pernambuco Universitas e Institutos Federais de Pernambuco denunciam grave cenário que enfrentam a educação e a ciência

Integram o consórcio as seguintes instituições: IFPE, IF-Sertão PE, Unicap, UPE, UFPE, Ufape e UFRPE

Pernambuco, 08 de dezembro de 2022.

O Consórcio Pernambuco Universitas e os Institutos Federais em Pernambuco vêm a público externar à sociedade pernambucana a gravidade da situação orçamentária das instituições de ensino, elencando, no cenário nacional e local, grandes preocupações com medidas que atacam e/ou fragilizam a educação e a ciência enquanto pautas prioritárias.

A falta de maior investimento e cortes sistemáticos do Governo Federal na educação pública e na ciência brasileira demonstra a profunda desconsideração com o papel estratégico que desempenha a rede de universidades e institutos para a construção de um projeto de país com justiça social e futuro próspero. O cenário é grave, considerando o aprofundamento das atuais restrições orçamentárias, somado ao acúmulo de perdas inflacionárias e defasagem de recursos nos últimos anos. 

Recentemente, enfrentamos diversas medidas unilaterais e arbitrárias. Houve o bloqueio dos recursos a serem empenhados em conformidade com os prazos previstos  e o contingenciamento do repasse financeiro no mês de dezembro, inviabilizando pagamentos já reservados, que aguardavam a liquidação. 

A proibição por parte do governo federal de realizar empenhos envolvendo quaisquer despesas discricionárias impacta no pagamento de bolsas, contratos, água, luz, transporte e demais responsabilidades.  A reversão de tal medida precisa ser imediata, a fim de assegurar a continuidade dos serviços e o cumprimento de nossas obrigações junto aos (às) trabalhadores (as) e estudantes afetados (as). 

A indisponibilidade financeira imposta pelo governo federal impacta variados programas, como o Programa Nacional de Assistência Estudantil, voltado a pessoas em situação de vulnerabilidade socioeconômica. Os pagamentos das bolsas de pesquisa dos (as) pós-graduandos (as) e de residentes que têm de maneira expressiva dedicação integral aos estudos não serão honradas pela CAPES e demais esferas envolvidas. Destaca-se também o prejuízo aos (às) trabalhadores (as) terceirizados (as), que sem a liberação de recursos, podem encontrar dificuldades na continuidade em diversas instituições.

É preciso considerar a enorme capacidade de gestores (as), professores (as), técnicos (as) e estudantes em meio a tantas adversidades em persistir e resistir para cumprir suas funções, sem soltar a mão do povo na proposição de respostas à dura realidade. São muitos os esforços institucionais e das comunidades, mesmo diante da falta de diálogo, respeito e zelo com o bem público.

No contexto local, adicionamos a profunda discordância na doação de terreno do Espaço Ciência por parte do Governo do Estado de Pernambuco à iniciativa privada, com reconhecimento a sua importância enquanto lugar público de incentivo aos (às) jovens cientistas, à popularização da ciência e difusão de conhecimentos nas diversas áreas. 

Na Assembleia Legislativa ocorreu a aprovação de Projeto de Lei Orçamentário com a redução de recursos para a Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco (FACEPE), que pode representar cortes nas bolsas da pós-graduação, em detrimento da ampliação de atendimento aos (às) mestrandos (as) e doutorandos (as).

Continuaremos articulados (as) e unidos para denunciar e cobrar a reversão das medidas que estão na contramão da valorização da educação, ciência e tecnologia, na perspectiva da garantir direitos e oportunidades de sonhar com um Brasil melhor. 

Reiteramos a nossa disponibilidade para o diálogo e encontro de soluções para efetivação de políticas públicas comprometidas com a melhoria da vida das pessoas e desenvolvimento do Brasil.

Pelo futuro de tantas gerações, reportamo-nos publicamente:

Reitores (as) e Vice-reitores (as) das Instituições:
Instituto Federal de Pernambucano
Instituto Federal do Sertão de Pernambucano
Universidade Católica de Pernambuco
Universidade de Pernambuco
Universidade Federal de Pernambuco
Universidade Federal do Agreste de Pernambuco
Universidade Federal Rural de Pernambuco