UPE recebe seminário sobre Neuroeducação e Primeira Infância

Aconteceu nesta quinta-feira (16/03), no auditório da Faculdade de Enfermagem Nossa Senhora das Graças (FENSG/UPE) a abertura do seminário “Neuroeducação e primeira infância: mitos, desafios e oportunidades”. O evento faz parte da programação do curso, na modalidade à distância, de Especialização em Neuroeducação e Primeira Infância promovido pela Universidade de Pernambuco (UPE) em parceria com o Centro Iberoamericano de Neurociência, Educação e Desenvolvimento Humano (CEREBRUM).  

Os participantes assistiram a duas palestras. A primeira foi proferida pelo especialista da UNICEF – Mário Volpi que abordou o tema “Como respeitar o direito que têm as crianças para participar em seu próprio desenvolvimento?”. Já a professora e neurocientista Anna Lúcia Campos – diretora do Centro Ibero Americano de Neurociência, Educação e Desenvolvimento Humano (CEREBRUM) falou sobre “ Neurociência educacional e seu impacto na educação e no desenvolvimento humano”.

Os alunos ainda receberam orientações sobre o início dos estudos e a apresentação do curso. O seminário acontece até este sábado (19/03) e contará com mais palestras com assuntos relacionados ao tema da primeira infância, uma dinâmica de socialização e uma oficina de ambientação à plataforma Moodle.

Compuseram a mesa de abertura, a vice-diretora da FENSG, Deuzany Leão, o coordenador geral de Pós-graduação da UPE, prof. Sérgio Campelo, a diretora acadêmica do CEREBRUM Brasil e a diretora científica do CEREBRUM, Eleonor  Beuttemmüller e Anna Lúcia Campos, respectivamente.

Especialização - Dirigido aos profissionais da educação, saúde e proteção social o curso de Especialização em Neuroeducação e Primeira Infância tem como um dos objetivos oferecer aos participantes um conhecimento teórico e prático fundamentado nas mais recentes evidências neurocientíficas sobre o processo de desenvolvimento cerebral infantil, nos aportes da Psicologia para esta etapa crucial da vida do ser humano e em uma proposta educativa e de intervenção abordando as diversas dimensões e âmbitos. 

Com duração de dezoito meses o curso conta com uma estrutura de três módulos de aprendizagem com dez cursos no total. Cada curso terá vídeo-aulas, fóruns, chats, vídeos, leituras obrigatórias e complementares, entre outras atividades. 

Entre os assuntos abordados estão a Neuroeducação e primeira infância: mitos, desafios e oportunidades, introdução à Neuroeducação, os pilares da neuroeducação na primeira infância, entre outros.

As aulas tem início no dia 19 de março com término previsto para 18 de agosto de 2017.