Calouros do curso de medicina participam da cerimônia do jaleco

O campus da Universidade de Pernambuco (UPE) em Serra Talhada comemorou, no último dia 17/09, o aniversário de dois anos de funcionamento da unidade. Na ocasião, também aconteceu a cerimônia do jaleco, evento tradicional que dá as boas-vindas aos calouros do curso de medicina.

A cerimônia, que aconteceu no plenário da Câmara Municipal de Vereadores, contou com a presença da vice-reitora da UPE, Profa. Socorro Cavalcanti, do pró-reitor de Graduação, Prof. Luiz Alberto Ribeiro, do pró-reitor de Extensão e Cultura, Prof. Renato Medeiros, do coordenador de desenvolvimento da graduação, Karl Schurster, além de professores, servidores e estudantes da unidade, familiares, profissionais da saúde e da comunidade local.

“O evento é uma cerimônia simples, mas marcante. É um momento de confraternização dos alunos com a família e os colegas para comemorar a conquista de entrar na Universidade e, ao mesmo tempo, assumir o compromisso como estudante de medicina”, destacou o professor e coordenador do curso, Breno Ferraz.  

Também foram prestadas homenagens a professores, servidores e colaboradores do curso, com destaque para o diretor dos campi Caruaru, Garanhuns, Salgueiro, Arcoverde e Serra Talhada, Prof. Clóvis Gomes, e ao ex-reitor da UPE, Prof. Carlos Calado, que tiveram um papel estratégico na implantação do curso no município.

Em seguida, os calouros de medicina vestiram, pela primeira vez, o traje típico dos médicos que foram entregues pelos estudantes mais antigos do curso. Na oportunidade, foi lançada a segunda edição do jornal “Medinformado”, produzido pelos estudantes do curso, que funciona provisoriamente na Faculdade de Formação de Professores (Fafopst).

Para encerrar o evento, a vice-reitora fez uma breve apresentação da Universidade a toda comunidade mobilizada em colaborar para a construção de uma Universidade de qualidade. “O trabalho desenvolvido pela UPE em Serra Talhada orgulha a nossa instituição e mostra que todos unidos em prol de um objetivo comum conseguimos fazer a diferença”, ressaltou.

Ela destacou, ainda, que os estudantes devem ter orgulho por terem ingressado num curso com excelente nível de ensino e que possui uma forte ligação com a comunidade, que é um fator extremamente positivo para formação dos futuros médicos. Após a cerimônia foi servido um coquetel.

A cerimônia, bastante comum na Europa e nos Estados Unidos, tem como objetivo chamar a atenção dos calouros para as tradições médicas quanto à vestimenta e a relação com o paciente e também despertar no aluno o profissionalismo e a ética. O ato consiste na entrega do jaleco branco aos novos estudantes, simbolizando o início dos estudos na área médica. Os alunos também proferiram juramento.