Campus Garanhuns diversifica cursos e qualifica corpo docente

A Faculdade de Formação de Professores de Garanhuns foi criada pelo decreto 1.357 de 28 de dezembro de 1966. Iniciou suas atividades com os cursos de licenciatura curta em Letras, Estudos Sociais, Ciências, História e Geografia.

Em 1991, surge a Universidade de Pernambuco (UPE), incorporando a estrutura da Fundação de Ensino Superior de Pernambuco (Fesp). Garanhuns se torna um campus da nova instituição de ensino superior do estado. A importância acadêmica da cidade do Agreste só fez crescer. O número de cursos se diversificou, incluindo os das áreas de saúde e tecnologia, como Medicina e Engenharia de Software, e o corpo docente acompanhou essa qualificação. Um em cada cinco professores possui o título de doutor. O campus também incorporou cursos de pós-graduação e outros que são oferecidos através de convênios nas cidades de Caruaru, Lajedo, Jataúba e Águas Belas.

Criada em 1995, a Escola de Aplicação Profª. Ivonita Alves Guerra oferece o Ensino Fundamental de 5ª a 8ª séries e o Ensino Médio. O Campus Garanhuns também abriga o cursinho pré-vestibular da Universidade de Pernambuco (Prevupe), chegando a 1,1 mil vagas anuais para alunos carentes que aumentam, desta forma, as suas chances de frequentar a UPE.

O atual Campus Garanhuns da UPE completa, nesta segunda-feira (28), 54 anos de história na formação de professores e pesquisadores, tendo 11 centros de estudos e laboratórios catalogados.