Cotas regionais da UPE foi pauta de reunião entre o reitor, secretário estadual e deputado federal

O reitor da Universidade de Pernambuco (UPE) e o secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação de Pernambuco, prof. Pedro Falcão e Lucas Ramos, respectivamente, receberam na tarde desta terça-feira (01/09) o Deputado Federal Danilo Cabral para discutir proposta de criação de cotas regionais para ingresso nas universidades de Pernambuco. Cabral é autor do projeto de lei 4.010/2020, que estabelece um bônus de 10% no resultado obtido no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para residentes da região geográfica imediata em que será ofertado o curso de graduação nas universidades e nas instituições da rede federal de educação, ciência e tecnologia.

Segundo Danilo Cabral, a criação do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), garantiu uma democratização do ensino superior no país, mas também promoveu elitização dos cursos mais concorridos, muitos deles ofertados em cidades do interior, tornando-os uma realidade distante da população da região. O deputado explicou ainda que algumas instituições de ensino superior já tentaram adotar medidas de bonificação para à ocupação de vagas, no entanto, parte dessas iniciativas foram questionadas juridicamente.

O reitor da UPE, Pedro Falcão, reforçou a importância do tema, e se comprometeu a intensificar ainda mais os estudos na universidade estadual para viabilizar a bonificação, sobretudo nos cursos identificados como o mais disputados, como é o caso de medicina e direito. A minuta da lei estadual criando o dispositivo será apresentado ao Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Cepe). Outra ação regionalizada é o Sistema Seriado de Avaliação (SSA) da UPE, que já garante 50% das vagas aos estudantes de ensino médio das escolas de Pernambuco. 

Para o secretário Lucas Ramos, o projeto pode servir de exemplo para criação de uma lei estadual que poderá assegurar uma bonificação também na Universidade de Pernambuco (UPE), que tem vários campus em todo o estado. “A proposta do deputado Danilo Cabral vem para ajudar e potencializar o desenvolvimento de cada região pernambucana, dando ainda mais oportunidade de acesso ao ensino superior para aqueles que já vivem nas localidades”, afirmou.

Com informações da Secti.