Poli/UPE comemora 104 anos

Palestra, homenagens e lançamentos de livros marcaram as comemorações, realizada na última segunda-feira (14/03), dos 104 anos de criação da Escola Politécnica de da Universidade de Pernambuco (Poli/UPE), a unidade de educação mais antiga da instituição.

 

Criada com o firme propósito de fomentar o ensino, incentivar a pesquisa e a extensão, a Poli/UPE reuniu a comunidade acadêmica e convidados para o evento, que contou com a palestra do arquiteto Francisco Carneiro da Cunha, sobre “A falta que faz o Planejamento Urbano de Longo Prazo”.

Ainda na ocasião o servidor e professores que mais se destacaram foram homenageados, foi concedida a láurea ao aluno que obteve o maior desempenho durante todo o curso, a entrega dos Anais da Mostra de Extensão, Inovação e Pesquisa Poli/2015, além do lançamento de dois livros de autoria de professores da Escola, ambos na área de construção civil.

O diretor da Poli/UPE, Prof. José Roberto Cavalcanti, ao dar as boas vindas aproveitou para ressaltar a importância do mês de março para a instituição, período em que a Escola recebe os novos alunos dos seus sete cursos de engenharias e entrega a sociedade os concluintes que colam de grau e o seu aniversário.

O gestor da unidade concluiu citando o momento atual que o país está vivendo com crise econômica, política e falta de ética, mas “uma coisa termos certeza sairemos da crise, como já saímos de outras, mas enquanto isso não acontece temos que aproveitar as oportunidades e com criatividade lutarmos por novas conquistas”, disse.

A comemoração foi encerrada pela vice-reitora da UPE, Profa. Socorro Cavalcanti, que destacou a abrangência da UPE em todas as regiões do Estado, que antes era centralizadas na capital e região metropolitana do Recife, beneficiando toda sociedade Pernambucana e até de estados vizinhos.

LANÇAMENTOS DE LIVROS – Os professores Alberto Casado Lordsleem Júnior e Carlos Fernando de Araújo Calado, aproveitaram as comemorações para o lançamento dos seus livros: “Medição de Desperdícios na Construção de Edifícios – concretagem, alvenaria e revestimento” e “Concreto Auto-Adensável (CAA) mais do que alternativa ao Concreto Convencional (CC)”,  respectivamente.

A obra do Prof. Casado trata do consumo e da perda de materiais e componentes da construção de edifícios empregados na estrutura, vedação em alvenaria e revestimento, que possuem influência expressiva sobre o custo total do empreendimento. O desperdício, no livro, é entendido como sendo a parcela evitável da perda e passível de redução. A publicação tem como coautora a professora Suenne Andressa Correia Pinho.

Já o livro do Prof. Calado, em parceria com o também professor da UPE, Béda Barkokébas Júnior, e que conta com a colaboração dos professores da Universidade do Minho, Aires Camões e Said Jalali, aborda a aplicação do CAA de forma técnica e científica, incorporando conhecimentos e apresentando um caso prático de aplicação da técnica, com estudo comparativo dos custos com concreto convencional, além dos benefícios para o desempenho global da obra.

O livro do professor Alberto Casado pode ser adquirido na Coordenação Setorial de Extensão e Cultura da Poli/UPE e o do professor Carlos Calado na Editora da UPE (Edupe).

Com informações da unidade.