Doença de Chagas em debate no Procape

A terceira edição do “Simpósio sobre doença de Chagas & Insuficiência cardíaca: uma abordagem multidisciplinar”, que acontece de 03 a 05 de novembro, no auditório Professor Ênio Cantarelli, no Pronto-socorro Cardiológico da Universidade de Pernambuco (Procape/UPE), vai reunir profissionais da área e estudantes em debates, palestras e mesas-redondas sobre o assunto.

Leia mais...

Campus Serra Talhada promove Semana Acadêmica

Nos dias 5 e 6 de novembro, o campus da Universidade de Pernambuco (UPE) em Serra Talhada vai promover a segunda edição da Semana Acadêmica, que irá abordar o tema: “Trabalhando a prevenção no Sertão”. O evento vai reunir estudantes e profissionais da área, na Câmara de Vereadores do local.

Leia mais...

Música instrumental alegrou pacientes no Huoc

 

A música instrumental alegrou os pacientes do Centro de Oncologia do Hospital Universitário Oswaldo Cruz da Universidade de Pernambuco (UPE), na manhã desta terça-feira (27/10). A ação foi possível através da retomada da parceria com o Conservatório Pernambucano de Música (CPM) no projeto “Música é vida”, desenvolvido por uma equipe da universidade e que leva concertos musicais semanais aos hospitais públicos do Recife e Região Metropolitana.

Forró, frevo de bloco e muita canção popular como as conhecidas Brasileirinho e Carinhoso fizeram os pacientes internados esquecerem a doença e sorrirem ao lado dos parentes que os acompanhavam nas enfermarias. Dona Amara Santos foi uma das pacientes em tratamento que acompanhou a apresentação em uma das enfermarias e elogiou o concerto. “Muito bom, fiquei muito feliz.”

O grupo de músicos profissionais, composto pelo professor do CPM Éwerton Brandão, mais conhecido por Bozó, o estudante Rinaldo Júnior, também do conservatório, e os professores e médicos da UPE Carlos Reinaldo e Paulo Barreto Campello, tocaram violão, cavaquinho e percussão. “De agora em diante, semanalmente, vamos ter sempre concertos nas enfermarias e shows no pátio daqui”, ressaltou o coordenador da iniciativa Paulo Barreto Campello. Todos eles participam voluntariamente da ação, que integra as comemorações do Outubro Rosa. 

HUMANIZAÇÃO – O Música é vida é um dos 15 projetos do Programa da UPE “A arte na medicina às vezes cura, de vez em quando alivia, mas sempre consola”, criado em 1996, e que utiliza manifestações artísticas no processo de humanização da medicina com a finalidade terapêutica.

Crianças e adolescentes portadores de câncer e cardiopatas, além de usuários de drogas, estudantes de medicina, médicos, professores universitários da área de saúde e funcionários dos hospitais, participam do programa. Além do Música é vida, integram ainda a iniciativa: Encontro Médico Cultural de Pernambuco, Escolinha de Iniciação Musical e Artes, Encontro Cultural de Pacientes de Pernambuco, Oficina de Contos de Fadas, Arte na Cabeça, Cirurgia Musical, Aprendendo com arte, O Som da Vida, e Humanização pela Linguagem. A inclusão da disciplina de arteterapia nos cursos das áreas de saúde e a especialização em humanização da saúde, ambos na UPE, também estão entre as principais ações do programa.