Professor da ESEF dá dica de livro em vídeo que integra o projeto Conhecimento Solidário da UPE

Primeiro livro de George Orwell traduzido no Brasil, no ano de 1964, “A Revolução dos Bichos” é a dica de leitura para ser feita em apenas um dia do professor Aldemir Teles, da Escola Superior de Educação Física (ESEF) da Universidade de Pernambuco (UPE). Publicado originalmente em 1945, ”Animal Farm” (Fazenda dos Animais, no seu título original) traz em suas 152 páginas uma sátira baseada no regime totalitário surgido a partir da Revolução Russa.

“É uma obra que pode ser lida com prazer mesmo se o leitor não atentar para referências históricas, mas sem perder de vista os sentidos da natureza humana pela busca do poder”, afirma o professor em vídeo de 2m23s que integra o projeto Conhecimento Solidário, coordenado pela Pró-reitoria de Extensão e Cultura (Proec). Esta produção pode ser acessada no canal que a UPE tem no YouTube, criado para popularização da ciência produzida no âmbito da universidade.

Série em podcast de estudantes de Direito do Campus Arcoverde da UPE alerta sobre golpes digitais

Em tempos de pandemia de Covid-19, o tempo passado diante de telas de computador e celulares aumentou. Para ajudar os novos usuários a não cair em golpes no ambiente digital, alunos do curso de Direito do Campus Arcoverde da Universidade de Pernambuco produziram uma série de quatro episódios em podcast que pode ser acessada no link http://www.upe.br/serie-podcasts-orientacao-para-a-populacao.html.

Intitulada “Orientação para a população sobre defesa de direito no contexto da pandemia”, a série tem episódios com duração média de nove minutos e aborda quatro assuntos: Noções sobre compras online; Orientações sobre auxílio emergencial; Alertas sobre golpes digitais e Fake news em tempos de pandemia.

Os programas foram gravados pelos alunos Antônio Carlos de Carvalho Novaes, Maria Géssica Martins de Queiroz, Henrique Bernardo Maciel, Mirely Santiago e Ana Luísa Ferreira da Silva, com a participação de Antônio Justino de Arruda Neto (Unissinos). A orientadora foi a professora Rita de Cássia S. T. Freitas.

Os podcasts integram o projeto PodCast UPE dentro do programa de extensão universitária Conhecimento Solidário, voltado à produção e a veiculação de conteúdo audiovisual para contribuir com a superação da crise provocada pela pandemia do Covid-19 em seus diferentes aspectos. O Conhecimento Solidário é coordenado pela Pró-reitoria de Extensão e Cultura (Proec). Os podcasts podem ser acessados de diversas plataformas. No site da UPE, o endereço é http://www.upe.br/podcast.html.

vídeo-arte de egresso da ESEF/UPE recebe prêmio da Fundação Palmares

Um vídeo-arte interpretado e dirigido por um egresso do curso de Educação Física da Universidade de Pernambuco (UPE) foi premiado no edital Arte do Quilombo, realização da Fundação Cultural Palmares, vinculado ao Ministério da Cultura. ÎANDÉ (que significa “Nós”, no idioma tupi), de Adriano José dos Santos, obteve a segunda maior nota nacional em todas as categorias.

Com 7m46s de duração, foi gravado em setembro de 2020, no município de Aliança, inteiramente por celular e respeitando as normas sanitárias por conta da pandemia de Covid-19. A “cinegrafista” foi a irmã de Adriano, Francielly, que tem 11 anos. ÎANDÉ apresenta, sob uma ótica afro-diaspórica e poética, a importância das pequenas grandes ações que ajudam a perpetuar a cultura negra como um legado para crianças e jovens da Zona da Mata de Pernambuco. 

Adriano, 23 anos, que se identifica com o nome artístico de Adri Popular, concluiu o curso de bacharelado em Educação Física na Escola Superior de Educação Física (ESEF). Espera colar grau neste mês de janeiro, mas sua relação com a Universidade de Pernambuco vai além de ter comparecido às aulas - de forma presencial e depois virtual - no campus de Santo Amaro. Ele ainda é diretor do Agrupe, movimento criado na ESEF em 2014 por estudantes que tinham experiência com a dança clássica e a popular.

Em seis anos, o Agrupe evoluiu de um coletivo de bailarinos para um espaço que oferece aulas gratuitas de dança e oportunidade de estágio curricular, reunindo professores, alunos e servidores da UPE. Por causa da Covid-19, a Semana Academia sobre Dança, evento bianual, foi transferida para 2021. No ano passado, o Agrupe promoveu lives de dança e conversas com profissionais da área. Ari Popular destaca o apoio recebido das professoras Adriana Gehres e Lívia Tenório Brasileiro e espera que o movimento se torne, no futuro, um projeto de extensão da UPE.

Além do esperado diploma em Educação Física, Adri Popular é professor de dança e integrante do Balé Popular do Recife. Atua ainda como coordenador pedagógico da Escola de Frevo Zezé Corrêa, em Aliança, cenário de sua produção premiada. “O mais importante é saber a responsabilidade de passar o conhecimento adiante”, afirma ele no encerramento do vídeo em que se reconhece como artista e como educador que reflete as suas origens.

.be">aqui

Secretário de CT&I recebe demandas de lideranças estudantis da UPE

O secretário estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I) Lucas Ramos recebeu, na manhã desta terça-feira (05/01), discentes do Diretório Central dos Estudantes da UPE (DCE/UPE) para ouvir as reivindicações dos universitários para o ensino em 2021, em formato híbrido, que vai mesclar atividades presenciais e virtuais.

Na pauta, a ampliação do auxílio inclusão digital, que no primeiro edital ofertou 500 bolsas de R$ 1 mil para alunos de baixa renda adquirem equipamentos (celulares, tablets ou computadores) para acompanhar as aulas remotas. Segundo os representantes do DCE, seria necessário um novo edital para ofertar o auxílio aos demais alunos de baixa renda da UPE. O ensino remoto desencadeou um aumento considerável no número de estudantes com quadro de ansiedade, baixa autoestima, e outros sintomas associados à saúde mental, revelando uma necessidade urgente de apoio psicossocial para os alunos.

“Vamos buscar condições para garantir a assistência física e psicológica da comunidade acadêmica da UPE. Junto à Reitoria da universidade, encontraremos caminho para atender os pleitos dos estudantes”, explicou Lucas Ramos, que destacou a articulação da Secti e o empenho da UPE em melhorar a qualidade do ensino e da infraestrutura da universidade, a exemplo do edital para contratação de 163 professores para suprir vacância de docentes da instituição.

Texto e fotos: Secti

Alunos do curso de Computação da UPE em Garanhuns participam de teste real de software

Verificar e validar, no prazo de 30 dias, um software para entrega aos clientes, gerando relatórios durante toda a fase de testes apresentando os indicadores, as metas alcançadas, as lições aprendidas e as sugestões de melhoria contínua. Esta experiência com um produto real foi vivenciada por nove alunos do curso de Computação do Campus Garanhuns da Universidade de Pernambuco (UPE). O resultado foi tão positivo que a empresa Ongold Tecnologias Empresariais do Agreste Setentrional de Pernambuco decidiu repetir a parceria em 2021.

O acordo de cooperação técnica entre o curso de Computação da UPE do Campus Garanhuns e a Ongold para a execução de atividades de desenvolvimento e qualidade de software foi negociado pelo professor Ivaldir de Farias Junior. No projeto realizado no segundo semestre de 2020, ele dividiu a turma de sua disciplina de Verificação e Validação (Foco em Teste de Software/Sistemas) em três times e cada um deles ficou responsável por um conjunto de atividades.

Por causa das regras sanitárias para o combate à pandemia de Covid-19, a Ongold montou um ambiente tecnológico para que o projeto acontecesse de forma remota. No formato home office, os alunos participaram de um workshop para conhecer a expectativa da empresa, quais ferramentas seriam utilizadas, bem como entender o produto de software a ser testado pelas equipes. O coordenador de qualidade de software da empresa interagiu com as equipes buscando atingir os objetivos estratégicos.

Por causa do curto espaço de tempo, a comunicação era diária com grupo utilizando WhatsApp, compartilhando uma pasta no Google Drive, fazendo reuniões de report semanal e elaborando uma análise de progresso, utilizando todas as ferramentas de apoio para a execução técnica (Trello, TestLink, Mantis, ERP Organizacional).

O professor Ivaldir executou o papel de gerente geral do projeto, acompanhando tudo o que ocorria no mesmo do início ao fim. Ele salienta que este projeto não foi uma simulação e sim um projeto real da empresa Ongold. Por isso, o projeto tinha cronograma a cumprir, atividades que impactavam diretamente o cliente caso ocorresse algo errado. Por este motivo, os alunos vivenciaram o que ocorre na iniciativa privada, como a cobrança, o grau de exigência, a expectativa do resultado com qualidade.

O software da Ongold é o Gerency BackOffice, uma aplicação ERP desenvolvida com o objetivo de gerir os recursos de suprimentos, financeiros, vendas e fiscais de seus clientes, usando novas tecnologias.

Diante do resultado positivo, a Ongold, empresa que tem 20 anos de mercado, premiou cada equipe com um certificado. Cada aluno recebeu ainda um brinde. Em depoimentos ao professor, os participantes destacaram que a experiência ensinou a trabalhar em equipe, desenvolvendo as suas habilidades profissionais para o planejamento, execução e entrega de tarefas.