Grupo G-PENSE do Campus Arcoverde da UPE promove Ciclo de Diálogos Insurgentes

O Grupo de Pesquisa sobre Contemporaneidade, Subjetividades e Novas Epistemologias (G-PENSE) do Campus Arcoverde da Universidade de Pernambuco promove na quinta-feira (16) um encontro virtual via Google Meet que vai discutir a temática “Gêneros: entre subjetividades e construções sociais”. 

As inscrições podem ser realizadas pelo formulário disponível neste link: https://forms.gle/3NZVVL2Ky3PKDpMz5. Participantes receberão certificação de quatro horas/aula. O evento começará às 16h. Mais informações no perfil do Instagram (@gpense_).

Mediado desta vez pelo grupo temático [En]Quadros - Estudos sobre Gêneros, o Papo de Quinta - Ciclo de Diálogos Insurgentes terá como convidados Neilton dos Reis (escritor e professor da UEMG e doutorando em educação pela UFMG) e Cori Sales (professora e trabalhadora-associada da Quintal Escola da Festa em Belo Horizonte e mestra em educação pela UERJ).

Orientado por Fernando Cardoso e Rita Tabosa, ambos docentes do curso de Direito no Campus Arcoverde, o G-PENSE é um espaço para investigações de caráter crítico e interdisciplinar voltado a repensar e propor posturas, metodologias e interpretações outras para questões que cercam os processos de luta e reivindicação por direitos. 

Além da UPE, o grupo reúne pesquisadores da PUC-RJ, UFPE, Centro Universitário do Rio São Francisco e Universidade Paulista. Eles ajudam os estudantes a aproximar suas dinâmicas reflexivas e de pesquisa próximas aos campos das Ciências Sociais Aplicadas e Humanas.  

Atualmente, o G-PENSE possui quatro linhas de pesquisa: 1) Estudos de gênero, discriminação e corporalidades dissidentes; 2) Luta por direitos e produção de subjetividades; 3) Estudo das Novas Epistemologias e narrativas insurgentes; 4)  Decolonialidade, pensamento afrodiaspórico e religiosidades não-hegemônicas. 

Acadêmica de Medicina da FCM/UPE integra grupo internacional que publicou artigo na The Lacent Regional Health Americas sobre Covid-19 e atraso de cirurgias no Brasil

Uma acadêmica do curso de Medicina da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade de Pernambuco (FCM-UPE) integra a lista de 16 pesquisadores de quatro países que publicaram um artigo conjunto no The Lancet Regional Health Americas sobre o impacto da Covid-19 no atraso de cirurgias de emergência e eletivas, aqueles não considerados de urgência e emergência, no Brasil.

Aluna do quinto ano, Letícia Nunes Campos foi a segunda autora do manuscrito e integrou a equipe de especialistas do Brasil, da Argentina, do Canadá e dos Estados Unidos autora do estudo. Seu contato com o grupo ocorreu pela participação dos pesquisadores brasileiros que colaboram com o Program in Global Surgery and Social Change da Harvard Medical School. 

“Desde agosto de 2020 que frequento o grupo em questão, que visa desenvolver pesquisas e políticas em saúde voltadas à promoção do acesso universal, em tempo hábil, e seguro a serviços em cirurgia, anestesia e obstetrícia”, afirma Letícia. Ela contribuiu com o planejamento inicial do projeto e da metodologia, o que seria foco da pesquisa, bem como nas etapas de coleta de dados, interpretação dos resultados e escrita do trabalho.

O artigo de 11 páginas, intitulado “Association between government policy and delays in emergent and elective surgical care during the COVID-19 pandemic in Brazil: a modeling study”, foi disponibilizado em agosto na versão online da edição regional das Américas da revista médica britânica The Lancet, uma das mais respeitadas editoras científicas do mundo.

O trabalho mostra que houve um atraso de mais de um milhão de cirurgias no Brasil devido à pandemia da Covid-19, detalhando os estados mais afetados e como medidas mais restritivas impediram um menor atraso nas cirurgias de emergência.

De acordo com os autores, “políticas de saúde mais restritivas para conter a Covid-19 garantem reduções mínimas na realização de cirurgias de emergência, mas aumentam dramaticamente o acúmulo de cirurgias eletivas. Esforços governamentais coordenados serão necessários para abordar especificamente o acúmulo de cirurgias eletivas que acompanha as políticas em saúde mais rigorosas”.

Segundo um levantamento realizado pelo Conselho Federal de Medicina (CFM), divulgado na segunda-feira (13), cerca de 27 milhões de procedimentos eletivos, entre exames e cirurgias, foram suspensos no Brasil desde março do ano passado.

O ranking das áreas médicas mais atingidas é liderado pelos procedimentos oftalmológicos, seguido por radioterapia, citopatologia, neurologia, cardiologista, clínica médica, ginecologia e obstetrícia, radiologia e medicina laboratorial.

Artigo na íntegra em inglês: https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S2667193X2100048X

Projeto de Extensão Tecnológica do Campus Salgueiro da UPE convoca estudantes para qualificação com bolsa

Alunos do ensino médio, técnico e de graduação na região do Sertão Central do estado podem participar do projeto de extensão PET de Inovação do Campus Salgueiro da Universidade de Pernambuco em parceria com as empresas Garoa Habitat e Di2win.

As inscrições podem ser feitas até o dia 15 de setembro pelo Google Forms (https://docs.google.com/forms/d/1hLuSy7n8qBUfDn62m46vA6Hhr94vUJGNVISoATGBl68/prefill).

Um dos onze projetos da UPE aprovados no edital do Programa de Extensão Tecnológica (PET) da Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia de Pernambuco (Facepe), o PET de Inovação no Sertão Central de Pernambuco pretende usar ferramentas tecnológicas de inovação e inteligência digital para área de comércio e serviços.

O objetivo é que os estudantes se qualifiquem para atender as necessidades de empresas do interior do estado de Pernambuco, promovendo mudanças na estrutura produtiva e inserção no mercado de trabalho.

O setor que o aluno extensionista atuará é o de Desenvolvimento de Software, que tem por objetivo principal a participação para desenvolvimento tanto em projetos quanto no produto da empresa.

Os estudantes escolhidos serão submetidos a um curso de capacitação que acontecerá nos dias 18, 22, 25 e 28 de setembro de 2021. Na segunda etapa, 10 bolsistas serão selecionados e farão uma imersão na Di2win.

Quem for selecionado para a 2ª etapa receberá três bolsas de R$ 500 para desempenhar atividades entre os dias 1º e 31 de dezembro de 2021.

As atividades desenvolvidas na Di2win serão realizadas por meio de plataformas digitais de responsabilidade da empresa parceira.

Edital de convocação:

https://drive.google.com/file/d/1tdW58-pMPU4xUhtTP8J20T2A7wCP11uY/view

SES implanta a Rede de Telecardiologia de Pernambuco em parceria com o Procape

 

Com o intuito de qualificar o atendimento em cardiologia na atenção primária e evitar, assim, complicações e mortes por doenças cardiovasculares, a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) iniciou a implantação da Rede de Telecardiologia de Pernambuco (Telecardio PE), programa que proporciona a emissão de laudos de eletrocardiograma online (TeleECG), além da realização de teleconsultorias e teleconsultas com profissionais capacitados. O projeto é coordenado pelo Núcleo de Telessaúde e pela Superintendência de Atenção Primária da SES, em parceria com o Pronto Socorro Cardiológico de Pernambuco (Procape), da Universidade de Pernambuco (UPE).

“O Procape, com toda a expertise nas áreas voltadas para a cardiologia, tem o papel de somar os esforços para atuar, in loco, na capacitação dos profissionais dos serviços que decidem implantar o TeleECG. Nosso objetivo é capacitar esses trabalhadores para que eles sejam multiplicadores do conhecimento adquirido”, destaca a coordenadora do Núcleo de Telessaúde do Procape e professora da Faculdade de Enfermagem Nossa Senhora das Graças da UPE, professora Simone Muniz.

Alagoinha, no agreste pernambucano, foi o primeiro município a receber o projeto-piloto e já realizou, até o momento, mais de 700 exames neste formato em cinco pontos distribuídos na cidade. Outros 26 municípios pernambucanos, já estão com a implantação do TeleECG em andamento. A expectativa é incorporar o serviço em cerca de 200 pontos espalhados em unidades de atenção primária à saúde. 

Leia mais...

Instituto Confúcio da UPE faz chamada para publicação de artigos que podem dar aos autores bolsas para curso na China

O Centro de Pesquisas Socioeconômicas do Instituto Confúcio da Universidade de Pernambuco convoca interessados para a submissão de artigos que vão compor o dossiê relativo ao 4º Seminário Internacional Sino-Brasileiro.

As contribuições deverão ser submetidas até 20 de outubro por meio do link https://forms.gle/bnwrSak8wXF4RzJ98.

Os textos aprovados pelos avaliadores serão publicados em edição especial da revista Boletim do Tempo Presente.

Os temas solicitados são: • Presente e futuro no cenário de crise ambiental • Segurança alimentar • Transformação digital • Xi Jinping e a civilização ecológica.

Dentre os artigos publicados, os autores dos quatro que obtiverem a melhor avaliação receberão uma bolsa do Instituto Confúcio para a realização de um curso na China.

Como neste ano não haverá atividades programadas do 4º Seminário Internacional Sino-Brasileiro, não haverá apresentação do artigo no evento, apenas a submissão do manuscrito.