Professores da UPE publicam artigo sobre proteção de dados de usuários do SUS

Os professores da Universidade de Pernambuco (UPE) Maria Amália Arruda Camara (da Faculdade de Ciências da Administração e Direito de Pernambuco – FCAP) e Fábio Henrique Cavalcanti de Oliveira (da Faculdade de Ciências Médicas – FCM) publicaram o artigo "Internet das Coisas e blockchain no Sistema Único de Saúde: a proteção dos dados sensíveis diante da Lei Geral de Proteção de Dados" nos Cadernos Ibero-Americanos de Direito Sanitário, volume 10, número 1, periódico editado pela Fiocruz, em Brasília.

O artigo - escrito em coautoria com os pesquisadores Gabriel Henrique Albuquerque Lins, Evellyn Millene Alves Camelo e Nataly Regina Fonseca Carvalho de Medeiros - aponta as fragilidades quanto à privacidade dos dados de usuários do SUS e propõe uma solução teórica para o problema, ainda a ser testada, com a utilização tanto de uma infraestrutura pautada em armazenamento pessoal de dados como com a utilização do blockchain.

O estudo de 20 páginas traz como contribuição uma proposta teórica de uso de personal data storage (PDS) como possível solução para a redução dos riscos à privacidade e a identificação das fragilidades na implementação dessa solução pelo SIS/SUS, pois não foram encontrados artigos científicos que trabalhassem sobre essa abordagem e escopo no Brasil.

O compartilhamento de dados pessoais com os provedores de diferentes serviços representa um risco real à privacidade contemporânea. Isso se dá devido a problemas corriqueiros, como o tratamento inadequado dos dados, a falta de conhecimento dos usuários sobre como seus dados estão sendo compartilhados, o compartilhamento incorreto e o excesso de dados que os próprios usuários finais expõem inadvertidamente.

Segundo a legislação brasileira, os usuários devem ser informados e cientes dos dados que compartilham e com que finalidade serão tratados. O tratamento de dados pessoais por qualquer parte requer o consentimento do titular dos dados ou qualquer uma das outras dez bases legais previstas no artigo 7º da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD).

Para os autores, “são, portanto, imprescindíveis os esforços para que as pessoas tenham controle sobre seus dados pessoais, saber o que estão compartilhando e com quem, por meio de quais aplicativos tecnológicos totalmente compatíveis com a LGPD”.

O artigo pode ser lido na íntegra clicando aqui

 

 

 

 

 

Professora da Poli/UPE lança livro sobre conservação de águas em prédios públicos

A professora do Departamento de Engenharia Civil da Escola Politécnica da Universidade de Pernambuco (Poli/UPE) Simone Rosa da Silva lança nesta segunda-feira (22) o terceiro volume do livro “Conservação de Águas em Prédios Públicos”. Escrita em parceria com os autores Luiz Nunes e Anna Soares, esta edição aborda o estudo do consumo em escolas públicas do Recife. A obra foi impressa na Editora da Universidade de Pernambuco (Edupe).

Simone Rosa é também secretária executiva de Recursos Hídricos de Pernambuco. Antes do lançamento virtual do livro, com transmissão ao vivo às 17h pelo YouTube e pelo Facebook, ela falará às 15h10 sobre as ações da secretaria estadual no ciclo de palestras “Encontro das Águas – A gestão das águas no estado de Pernambuco”, que tem o apoio da UPE, da Associação Brasileira de Águas Subterrâneas (ABAS), da Agência Pernambucana de Águas e Clima (APAC), da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) e do governo de Pernambuco.

O evento virtual em comemoração ao Dia Mundial da Água, celebrado neste 22 de março, ocorrerá das 14h30 às 18h. A secretária de Infraestrutura e Recursos Hídricos Fernandha Batista fará a primeira palestra. A presidente da Compesa, Manuela Marinho, a diretora e Regulamento e Monitoramento da Água da Apac, Crystianne Rosal e o coordenador de CTAS e presidente em exercício da ABAS, Assis Ferreira, também abordarão temas relevantes sobre a gestão de recursos hídricos. A abertura do “Encontro das Águas” será às 14h30, com encerramento às 18h.

 

Editora da Universidade de Pernambuco prorroga prazo de inscrição para novas publicações

 

A coordenação da Editora da Universidade de Pernambuco comunica a prorrogação do prazo de inscrições para o edital 01/2021. A data limite segue até o dia 26 de março de 2021.

Por meio do Programa de Edição de Livros, o objetivo do edital é a publicação de 10 obras impressas, resultado das pesquisas dos docentes da Universidade de Pernambuco.

As informações podem ser consultadas no site: http://www.upe.br/editoradaupe.html.

Hospital Universitário Oswaldo Cruz (HUOC/UPE) abre dez novos leitos de UTI para tratamento de covid-19

 

Dez novos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) foram abertos a partir desta sexta-feira (19) no Hospital Universitário Oswaldo Cruz (HUOC) exclusivamente para tratamento de pacientes com covid-19.

Com isso, a estrutura que integra o Complexo Hospitalar da Universidade de Pernambuco e é referência no atendimento às vítimas do coronavírus no estado passa a contar com 40 leitos para adultos. Outros sete leitos estão disponíveis na UTI Pediátrica Covid.

Foram contratados 28 técnicos de enfermagem e seis enfermeiros. Médicos e profissionais de outras áreas necessárias ao atendimento em uma UTI foram remanejados de outros setores do hospital.

O reforço ocorre no momento de agravamento da pandemia, com elevação da média móvel de mortes e ocupação de leitos por pacientes em estado grave. Os novos leitos de UTI do HUOC, localizados no Pavilhão Júlio de Melo, inclusive já estão ocupados.

Além do cumprimento da abertura de leitos, é necessário ainda contar com o aporte de profissionais especializados em terapia intensiva, equipamentos como respiradores e insumos.

A SecretariaEstadual de Saúde reitera a gravidade da situação da pandemia em Pernambuco e a necessidade do engajamento da população no respeito às normas sanitárias para evitar a proliferação da covid-19.

Os pacientes são encaminhados para o HUOC pela Central de Regulação do Estado. A ampliação de leitos de UTI no Oswaldo Cruz ocorre um ano depois do surgimento do primeiro caso registrado de covid-19 em Pernambuco.

Desde março de 2020 a Universidade de Pernambuco vem reforçando a estrutura do seu complexo hospitalar, inclusive contratando profissionais de saúde.

Hospital de clínicas com 400 leitos dia e de internamento, referência em várias especialidades clínicas e cirúrgicas, o HUOC se reorganizou para apoiar o enfrentamento da epidemia de covid-19.

Foi a primeira unidade hospitalar a iniciar a assistência especializada, disponibilizando 135 leitos de enfermaria e gradativamente ampliando os leitos de UTI.

Para tanto, foi necessário reorganizar a assistência, reduzindo a assistência eletiva; adequar a estrutura física (revisando as estruturas elétricas, instalando geradores de energia) e de pessoal através da contratação temporária de servidores.

 

 

 

Cisam implanta o serviço de teleconsulta para os seus pacientes

Em tempos de pandemia, a teleconsulta tem sido uma das estratégias das unidades de saúde para que os pacientes não fiquem desassistidos. Pensando nisso, o Centro Integrado de Saúde Amaury de Medeiros da Universidade de Pernambuco (Cisam/UPE) implantou o serviço que é gerenciado pelo seu Núcleo de Telessaúde (Nutes).

A primeira teleconsulta, realizada no início desse mês pela médica tocoginecologista Laura Costa, foi através da plataforma clinic gerenciada pelo Núcleo de Telessaúde da Secretaria de Saúde de Pernambuco. O processo de agendamento contou com o apoio do estagiário do Nutes Cisam, Leandro Pereira.

“Os agendamentos das teleconsultas estão sendo realizados pelo Nutes Cisam  em parceria com os teleconsultores cadastrados, que são os profissionais de saúde especialistas do Cisam”, explicou a professora da Fensg e coordenadora geral do núcleo, Claudinalle Farias Queiroz de Souza.

Atualmente, o agendamento está sendo realizado através do e-mail do núcleo, Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..  Para mais informações acesse: nute.cisam.upe.br

Leia mais...